terça-feira, 9 de novembro de 2010

Infelizmente


Os utlimos dias não foram faceis e eu não consegui vir escrever.
O meu pai estava doente, cancro no intestino e depois no figado, há 2anos e meio. Tem vindo a piorar e nos ultimos tempos tinha muitas dores, quase não saía de casa e a grande alegria dele eram as netas. Elas que não entendiam o que se estava a passar "puchavam" por ele, brincavam com ele faziam-no sorrir.
Na quinta feira, dia 28 de Outubro, ele teve uma dor aguda muito forte e tivemos que chamar a ambulancia. Apesar da dor ele estava bem, a conversar e até queria descer as escadas lá de casa pelo proprio pé(não desceu porque o bombeiro não deixou). Ficou internado.
Na sexta feira eu fui ao Porto, fiz transferencia de dois embriões... Quando a minha mãe e a minha irmã vieram do hospital, já de noite, não vinham muito animadas...
No sabado quando cheguei ao hospital levei um choque muito grande: Vi o meu pai a sofrer, não comia, mal se mexia e o que tentava falar não se percebia... Chorou, "falou" com todos nós(filhos, genros e noras, esposa e irmãos) e beijou-nos a todos, no fim do dia pareceu-nos que me perguntou pela minha barriga(foi a ultima coisa que ele falou para mim)...
No domingo estava pior, já não falou, pareceu-nos que já não nos conhecia, não nos via, nem nos ouvia. A enfermeira disse que tambem eram dos medicamentos(estavam a dar medicamentos muito fortes para ele não sofrer tanto)...
Na segunda estava a dormir, só a dormir... Estava ainda com mais medicamentos e estava numa especie de coma induzido... Estive lá até nos mandarem embora antes de sair dei-lhe muitos beijinhos e disse-lhe o quanto o amava, o quanto o amava-mos...
Neste fim de semana muitas pessoas o foram vizitar: nós, os filhos todos os dias e sempre(como toda a nossa vida), a minha mãe tambem, era a ultima a chegar e a ultima a sair. Os irmãos dele, quase todos os sobrinhos, cunhados e um grande amigo.
Sabiamos que ele estava mal, mas a esperança é sempre grande, afinal o meu pai era uma pessoa muito boa, muito forte, muito amada e novo(62anos).
Na terça feira, dia 2 de Novembro, eu estava a vestir a Rafa(eram 8h30m+-)recebi a pior noticia da minha vida, a noticia que eu mais temia...
O meu heroi, a pessoa que mais amei até a Rafaela nascer adormeceu pra sempre...
Eu só acreditei verdadeiramente quando vi, naquela urna. Foi um momento tão doloroso que que eu não consigo tirar da minha cabeça. Eu já tinha visto muita gente numa urna, pessoas de quem gostava umas mais outras menos, MAS o MEU PAI é doloroso demais...
Foi um velorio e enterro muito dificeis para nós, que felizmente foi acarinhado por muita gente, muitos amigos nossos, muitos amigos do meu pai. Diz quem viu que nunca foi visto, por cá, um velorio e funeral tão grande, com tanta gente, tantas flores e tanto sentimento de perda.

Amanhã é o dia que vou saber se o meu tratamento deu certo, estou confusa, chego a não querer esse positivo... É doloroso... Pensei nem fazer o beta, mas tenho que saber se continuo ou não com o utrogestan....
Hoje fez 1semana que o meu pai adormeceu pra sempre... e é só isso que ocupa a minha cabeça, o meu coração, a minha alma....

14 comentários:

Isis disse...

Querida Olinda,
Não imagino o sofrimento por que estás a passar. Lamento tanto, mas tanto...estou lavada em lágrimas só ler o que aqui deixaste.
Um abraço, apertado, companheira. E que daqui por umas horas a barriga por que o teu Pai perguntava se confirme!

Isis

susana disse...

Sinto muito pela tua perda. Mas pensa que o teu Pai lá no Céu quer muito que tenhas esse positivo.
Beijinho

Sandra Neves disse...

Sabes o que sinto ao ler as tuas palavras, não sabes?
Um beijo grande cheio de SORTE para amanhã, FORÇA!
Sandra

Maggie disse...

Olinda, tbém não imagino a tua dor, embora pelas tuas palavras se perceba que perder os pais é uma dor mto mto grande.
Gosto sempre de acreditar que quem vai nos quer continuar a ver felizes por isso faz um esforço.
O teu Pai continua a olhar por vocês e quer-te a Olinda de sempre!
Só posso deixar um beijinho carregado de força e carinho.

Maggie

Sofia disse...

Ohhh...Sinto muito, mesmo muito!
Acho que ele gostava muito de ver essa barriguinha crescer novamente, é assim que tens de pensar...
Um beijo muito grande para ti e um abraço

C.F. disse...

Sei como é doloroso vermos partir aqueles que amamos... o teu pai estará sempre contigo.
Desejo que amanhã o teu pai sorria de felicidade.
Beijinhos.

Ana Costa disse...

Linda, também eu já passei por esses momentos difíceis pelas mesmas razões. O meu Pai também faleceu com cancro na próstata.

Queremos muito que eles fiquem ao pé de nós, mas o sofrimento pelo qual passam é muito grande e ninguém merece sofrer... :(

Muita força e que esse positivo seja em memória dele :)

Beijocas

Mamã Su disse...

Querida Olinda,
É com grande pesar pela vossa dor que deixo esta mensagem. Arrepiei-me ao ler o teu post... e não queria deixar de dar um grande beijinho por este momento tão difícil. Pensa que o teu Pai ficaria muito feliz com esse positivo. Por isso, pensamento positivo, Ele no Céu olhará por vós.

soniaq disse...

estou a chorar.
Muitos beijinhos e desejo-te o melhor amiga, tudo o que de melhor houver.

Narcisa disse...

Olinda, lamento muito. Não há palavras, estamos contigo.

Dragonfly disse...

Olinda, lamento muito todo esse sofrimento. Muita força para ti e para a família! No entanto não posso deixar de ter desejar boa sorte para hoje, porque um filho aquece o coração.


Beijinhos

Luna disse...

força querida, amanhã se Deus quiser vai ser um grande dia!
bjos
Luna

pedradababy disse...

Querida Olinda, sinto muito pela tua perda. O teu Pai deixou uma marca muito grande em todas as pessoas à sua volta e viveu uma vida cheia de amor e carinho.
Desejo-te muita força nesta nova etapa em que ele não terá deixado de estar a vosso lado, apenas estará de uma forma diferente.
Muitos beijinhos, abraços e carinho.

Margarida disse...

Olinda,
Lamento a tua perda... Há 6 anos perdi a minha mãe que era a minha melhor amiga. Foi como se arrancassem um bocado de mim. Pior do que a dor da perda, é a saudade. Mas depois vamos recordando os bons momentos que passamos com eles, e a saudade acalma. Claro que há dias melhores e outros piores.
Acredita que onde quer que estejas ele estará contigo, sempre. É uma estrela a brilhar no seu, que olha por ti.
Um beijo e um abraço muito apertado.
Margarida
(aprocuradoxuxu.blogspot.com)